Era MM e Inter na Liberta

Vamos lá, vamos fazer um post sobre dois assuntos importantes: o Brasil de Mano e o Internacional na Libertadores.

Primeiramente, comecemos com o início da era MM.
Bem, pelo que se pôde ver foi tudo que nós queríamos. Foi um futebol bonito, leve, rápido e habilidoso. Tudo que queremos de uma Seleção Brasileira de futebol. Um esquema que lembrou o desenho tático corintiano de 2009, quando Mano levou a equipe aos títulos do Paulista e da Copa do Brasil. Foi um 4-3-3, com Neymar, Robinho e Pato. Teve Ganso esbanjando genialidade com a 10 brasileira, driblando muito, metendo chapéu; Neymar também, afinal já era de se esperar. Pato foi bem também. É claro que foi, também com a equipe que jogou na frente, foi muito bem. Dois bons volantes, um mais fixo e outro de grande mobilidade: o mais fixo é Lucas e o que mais chega a frente é Ramires. Dois zagueiros de grande confiança, que jogam bem. David Luiz se destacou, mostrando muita consistência, consciência e responsabilidade. André Santos e Daniel Alves forma bem também, dando muito apoio pelas pontas. Time que jogou bonito e mostrou o que o Brasil é mesmo, na realidade. Apesar de tanto elogio assim, devemos também dizer que o jogo foi com os ESTADOS UNIDOS. Não se engane, não tiro o mérito brasileiro na partida, mas há outros testes de maior dificuldade. Esse foi somente um jogo pra dar um panorama do que pode ser essa seleção de Mano Menezes. Temos que saber que há muitas outras boas equipes ao redor do mundo, e que teremos, daqui a pouco, testes mais difíceis e complicados. No mais, a Seleção Brasileira nos deixa uma boa impressão: o futebol bonito e alegre que tínhamos foi resgatado, ao menos, parece.

Internacional na Libertadores: 2×1 e a taça muito perto

O Internacional foi ao México disputar com o Chivas a primeira partida pela final da Libertadores. E foi disputar para ganhar. A equipe de Roth venceu o time mexicano de virada por 2 a 1 e deixou o bi bem perto do time do Beira Rio. A equipe provou ter uma virtude admirável que se necessita para se jogar um futebol de uma boa qualidade: a calma. Claro, tem que ter técnica, meu querido leitor. Mas o Inter sempre, pelo menos nos jogos contra o Estudiantes e Sampa, provou ter muita calma, muita frieza em momentos decisivos. Foi com tudo isso que a equipe colorada derrotou por 2 a 1 o Guadalajara que abriu o placar; sem perder a calma, o Internacional virou o jogo e venceu na partida do ” gramado sintético”. Com essa vitória eu acho pouco provável que o Inter perca o título. Apesar de tudo, tem que haver uma certa cautela. Se o Chivas fizer um gol em Porto Alegre logo no começo, fica complicado. Mas até agora, o Inter provou ser seguro e calmo. Acho muito difícil perder o título.

Por: Felipe Saturnino

One Comment to “Era MM e Inter na Liberta”

  1. Felipe, que interesante esta tu blog, me parece una idea muy clara y objetiva de un tema que que es de acontecer diario en el mundo EL FUTBOL … Espero que recibas muchas visitas en el blog y muchos comentarios que te sirvan de retroaliementación para tus próximas publicaciones….

    Excelente, Me gusto mucho, espero ver más novedades!!!

    Paulina CV

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: