Archive for dezembro, 2010

26/12/2010

Depois de tanto tempo…

Depois de tanto tempo, volto a escrever no meu blog, que nem tão movimentado, não tem nem ao menos um comentário. Mas, vamos lá. Depois de mais de 20 dias (creio eu) sem escrever aqui e sem dar meus pitacos deixei de parabenizar o Fluminense, ganhador do BR-2010, de falar do sorteio sensacional da Champions e tampouco falei da polêmica unificação dos títulos, com aval da CBF. Simplesmente, dei uma de preguiçoso, apenas joguei videogame, mexi em meu computador mas nem toquei meu blog. Aqui, então, volto ao trabalho.

O tetra Muricy

E Muricy conseguiu. Após um começo de temporada péssimo para um técnico de seu nível, Muricy conseguiu seu tetracampeonato merecido e tanto desejado. O melhor técnico do Brasil atualmente formou um time competente e consistente, muito responsável taticamente. E mesmo com tantas mudanças nas formações iniciais, a equipe conseguia levar importantes pontos.
O Flu, enfim, bi. Ou será tri? Depois discutimos isso.

Sorteio para Champions

A Champions teve o sorteio na sexta-feira passada, com jogos bem interessantes.
Teremos a reedição da final do ano passado entre Inter e Bayern – qual creio que o resultado será o mesmo do ano passado -, Milan e Tottenham, que para mim o Milan será vencedor, mesmo com o bom momento da equipe britânica. Ainda teremos o jogo entre Lyon e Real – jogo contra o traumático adversário que o Madrid tem que vencer se quiser vencer sua décima Liga dos Campeões, e por fim O JOGO, Arsenal e Barcelona – que confio muito na vitória catalã, porém os londrinos podem surpreender. Veja horários e datas:

JOGOS DE IDA:
15/02 (terça-feira)
17h45 – Milan x Tottenham
17h45 – Valencia x Schalke 04
16/02 (quarta-feira)
17h45 – Roma x Shakhtar Donestk
17h45 – Arsenal x Barcelona
22/02 (terça-feira)
16h45 – Lyon x Real Madrid
16h45 – Copenhague x Chelsea
23/02 (quarta-feira)
16h45 – Inter de Milão x Bayern de Munique
16h45 – Olympique de Marselha x Manchester United

JOGOS DE VOLTA:
08/03 (terça-feira)
16h45 – Shakhtar Donestk x Roma
16h45 – Barcelona x Arsenal
09/03 (quarta-feira)
16h45 – Tottenham x Milan
16h45 – Schalke 04 x Valencia
15/03 (terça-feira)
16h45 – Bayern de Munique x Inter de Milão
16h45 – Manchester United x Olympique de Marselha
16/03 (quarta-feira)
16h45 – Real Madrid x Lyon
16h45 – Chelsea x Copenhague

Unificação dos títulos

A polêmica continua, e sou contra. Deixo claro o motivo.
A Taça Brasil nasce em 1959 como necessidade para representação do Brasil na Libertadores, e nesse torneio jogavam os campeões estaduais.
Porém, esse não era o único torneio de cunho nacional na época, e havia uma outra competição, o chamado Rio-São Paulo com nome de Taça Roberto Gomes Pedrosa. Esse campeonato infla, e vai ganhando mais e mais clubes pois se via a crescente evolução de times de outros estados. Decorrente, a competição se transforma em Robertão e também vira competição de cunho nacional.
O que se argumenta é que nos anos de 1967 o Palmeiras vence as duas competições, e por isso as duas competições são contadas na unificação.
Não acho correto se contarem as duas, já que tem de se ter um campeonato unificado, e não uma “bifurcação de um torneio oficialmente nacional”, onde se pode ganhar em um mesmo ano, dois títulos de mesma importância nacional. Ou se conta um, ou outro.
Contaria somente títulos da Taça Brasil. Ela que dava a representação do Brasil para a Libertadores.
E então?

Leiam e reflitam. É certo, CBF?

Por: Felipe Saturnino

05/12/2010

O último suspiro

Hoje teremos o último suspiro do Brasileirão. Um campeonato muito cansativo, mas que compensa pela emoção presente no mesmo.

Os três que ainda lutam para levar a peleja são Flu, Corinthians e o Cruzeiro. O mais lógico é que dê Flu. Acho bem improvável que o caminho seja outro. Para o Corinthians, um empate do Flu e sua vitória contra o Goiás basta. Para o time de MG, torcer contra Fluminense e Corinthians, é o fundamental. E torcer muito. A equipe tem que orar para que o Flu perca e o Corinthians no máximo empate. A vitória sobre o Palmeiras é muito provável que ocorra.
O PALPITE: O lógico é Fluminense. Só que futebol não envolve muita lógica.
Melhor jogador: Conca. Ótimo campeonato. Meia fundamental para o provável truinfo do Flu.

Rebaixados: Prudente, Goiás, Guarani e Atlético-GO.

Espero que o ano que vem tenhamos um Bavi.

E aqui vai um dos últimos posts sobre o Campeonato Brasileiro 2010. Depois do jogo, vem a análise.
Boa sorte para os tricolores cariocas, aos torcedores alvinegros e também aos que idolatram o celeste de Minas Gerais. Que vença o melhor. Ou será o mais eficiente?

Por: Felipe Saturnino

01/12/2010

Més que un partit

Simplesmente, mais que uma partida. Foi o Barcelona-Madrid desse 29/11/2010. E pobre de mim, que apostou no pobre Madrid. No pobre Mourinho. Mas, aliás, os que devem estar pior devem ser os madridistas. Loucos da vida.

Pra você, que ainda não se ligou no que eu quis dizer, digo agora então: um vareio escandaloso no templo catalão do futebol, o Camp Nou. 5 a 0! 5 a 0! Isso mesmo. Mas, como você, meu querido leitor, deve ser bem informado sobre o que rola no mundo do futebol internacional, você já devia ter ouvido essa notícia por aí, em um site qualquer. Porém, meu leitor, lhe darei a minha análise.

Barcelona 5 x 0 Real Madrid

Esperava outra coisa do time de Zé Mourinho. Algo diferente, como um Arbeloa entrando na equipe titular, empurrando Marcelo pra meia, mas o português não fez isso. Higuaín, com um hérnia de disco, não jogou. Então quem atuaria e teria a chance vinda do comandante lusitano era Karim Benzema. O francês que fez um dos gols da consistente França de Blanc sobre a Inglaterra, no triunfo francês por dois a um. Era ele mesmo, que ouviu que era um “dorminhoco” de Mourinho. Tinha, então sua chance.
Eu, então, pensava que a equipe da capital, se jogasse o que vinha jogando, levaria a peleja. Pois é. Pobre de mim. Como se não soubesse do que Iniesta, Xavi, Messi, Villa e cia. podem fazer…
Lá estava: Xavi com menos de 10 minutos da 1ª etapa de jogo. Depois veio o gol de Pedro. No segundo tempo, Villa, Villa e Jeffren completaram a sonora goleada: 5 a 0. Foi um soco.
É fundamental abordar que as jogadas saíram todas de infiltrações de atacantes do Barça. A movimentação de Iniesta pela esquerda, com Villa mais a frente, Pedro pela direita, com Xavi recuado pela direita e Messi mais flutuante, a defesa do Madrid se perdeu totalmente. Aliás, ela foi envolvida pelos suaves toques do time catalão, até se tornarem em gols. Foram 5.
Di María só tentou marcar o lado mais forte do Barça. O lado de Daniel Alves. Por isso, trocou de lado com Cristiano, mas em nada resultou. Özil, recuado, nada fez. Khedira e Xabi Alonso não conseguiam conter o meio-de-campo barcelonista. Xavi e Iniesta deitavam e rolavam. Messi, mesmo sem gol, fez o que sabe fazer.
De Messi, vamos pra Cristiano. De novo, apagado. Aliás, o time do Madrid foi apagado. Nem estava lá. Nem reparou os gols de Pedro e Jeffren, dois dos três “canteranos” que marcaram gols no Madri. Era só mais um recado para os torcedores do time da capital espanhola. Pobre torcedores.
À defesa madrilenha, meus pesâmes. Simplesmente não deu. Marcelo tinha a incômoda presença de Pedro e Xavi. Messi escapava de dois bons volantes – Alonso e Khedira. Ramos, atordoado. Villa jogou por ali, e triturou o jogo por ali. Não tinha jeito. Simplesmente.

Enfim, mais que uma partida. É o que diz o título do post, extraído de um documentário: “Barça-Madrid: Més que un partit.” E foi mesmo mais que uma partida, foi um espetáculo. Só que foi um time assistindo o outro jogar. E foram 5 gols, para só um time. Barça, Barça! Dá-lhe, Barça!

Xavi compõe o melhor time do mundo, ou até mesmo, um dos melhores da história

Xavi compõe o melhor time do mundo, ou até mesmo, um dos melhores da história


Por: Felipe Saturnino