As crônicas de ex melhores do mundo

Em tempo de janela de transferência, precisamos estar à mil com o mercado da bola. As notícias rodam e rodam mais rapidamente à toda hora. É fato, afinal, em um mundo tão conectado em que vivemos hoje, as notícias são rápidas e sucintas, que te deixam saber de todos os mais variados assuntos o mais rápido possível. E qual é o motivo desse cara que vos fala estar falando tanta baboseira desse calão? É simples. O mistério oculto de Ronaldinho Gaúcho. Pra onde ele vai? Qual o motivo determinante pelo que ele realmente volta para a casa. Enfim, mais uma dessas transferências confusas e que te deixam meio confusos. Meio não, totalmente.
Ronaldinho parece infeliz no Milan, um dos maiores clubes da Europa e do mundo, e com isso, deixou o clube e vem ao Brasil não por amor à um clube, – no caso isolado, seria o Grêmio – e sim, como ele disse, pela Copa do Mundo que será realizada daqui à três anos, 5 meses e 3 ou 4 dias. Enfim, esse é o motivo principal. E os que dizem, qual é a razão de ele não vir direto para o Grêmio? Talvez haja algo melhor. Um projeto melhor, que lhe dê mais visibilidade para o torneio do mundo de 2014. Ou, em uma outra hipótese, ele pode somente vir por dinheiro – mas penso que não, pois os times não irão pagar o que ele recebe no Milan.
Mas torcedor, você que é um palmeirense, flamenguista e gremista, estão certos de que Ronaldinho virá e fará uma tremenda diferença no plantel de seus respectivos times? Pensem por um momento, Gaúcho ainda é um bom jogador, claro que não é o espetacular jogador de 2004, 2005 e 2006, mas é bom. Em contraponto, reforçando o argumento de ele não resolver o problema, ele tem jogado bem? Pelo que vocês puderam ver, ele convenceu a todos vocês, caros queridos torcedores? Em contraponto ao meu argumento, ele é craque e pode muito bem me fazer ficar quieto. E deixar quieto muitos outros.
Ronaldinho: incógnita
Kaká. Lesão. Púbis. Sacrifício. Brasil. Copa do Mundo.
Essa sequência de palavras não fez bem à ninguém. Somente para alguns holandeses que venceram nosso time na Copa do Mundo, nada de mais.
Enfim, Kaká mostrou em 2007 quem era Kaká. Jogou bem, ganhou a Champions League e o Mundial Interclubes da FIFA, tão “valorizado entre os clubes europeus”. E foi nesse ano que ele ganhou o prêmio de melhor do mundo.
Depois de 6 meses sem jogar, Kaká voltou para as quatro linhas contra o Getafe, dia três de Janeiro. E jogou uns 20 minutos contra o Levante pela Copa do Rey e deverá jogar contra o Villareal e seus médicos dizem que ele está 100% com sua forma física. Um caminho que se abre para Kaká? Todos sabem do que ele é capaz. É muito dependente do físico e por isso, se pegar ritmo com um físico 100%, pode encaixar uma sequência e voar pelo Madrid. É uma opção para a equipe da capital, que praticamente perdeu Higuaín para toda a temporada. Kaká pode fazer a diferença, e dessa vez, parece ser realmente verdade. Realmente.
Kaká: o caminho que se abre
Por: Felipe Saturnino

Anúncios

One Comment to “As crônicas de ex melhores do mundo”

  1. BOm texto! Abraço!
    Caio

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: