Vale-tudo

Tenho direito de estar aqui e afirmar que capturei rapidamente e silenciosamente o título de uma das mais famosas – e pessoalmente uma das que eu mais gosto – músicas de Tim Maia. E recorri a tal devida necessidade porque o caso mesmo requer algo mais fora do normal.
E o assunto do dia é o jogo da vida para o Corinthians. Vencer ou vencer – ou empatar. É o que o Corinthians tem que fazer. É difícil? Vamos analisar:

ATITUDE: O Corinthians tem time para, no mínimo, empatar. E também tem time para vencer. Só que aí está o problema. Enfrentar o Tolima com a mesma atitude do Pacaembu, na semana passada trará somente mais uma eliminação ao time do Corinthians em mais uma Libertadores.

EXPLORAR O PONTO FRACO: O time alvinegro paulista enfrenta um time colombiano que sabe tocar a bola, mas já provou ter algumas fragilidades. Como por exemplo, se for pressionado pelo Corinthians, certamente vai ceder. Então, é algo a ser explorado.

PREVENIR:O que o Corinthians tem que tomar cuidado são as consecutivas bolas enfiadas entre seus zagueiros, que fizeram uma linha um pouco “ingênua” no jogo da ida e sofreram alguns sustos, que poderiam ter sido gols. Isso é o que se deve prevenir para o jogo contra a equipe colombiana.

PRESSÃO: É o jogo. Para mim, ser eliminado nesta fase seria um vexame, e isso pode pressionar um pouco o time de Tite, mais do que está sendo agora. Agora é a hora de aparecer o craque para decidir o jogo. Bons jogadores o Corinthians tem, e alguns podem decidir.

ARRISCANDO: Se por acaso, o Corinthians estiver em uma situação deficitária, vai ser a hora de arriscar para algo mais ousado. É ganhar ou ganhar, não é corintianos?

Para finalizar, é o jogo do ano até agora. Estamos apenas no dia 2 de fevereiro, mas este jogo tem uma relevância diferente. É um jogo de um time que é um dos maiores do Brasil, tentando se classificar para a fase de grupos da maior competição da América do Sul. É também o jogo de uma equipe de cem anos, que tenta o primeiro título desse tipo de competição em sua história. O cenário parece requerer um pouco mais de drama.

Meu palpite: Apesar de tudo, prevejo a vitória corintiana, por um a zero.

Enfim. Mais do que tática e técnica, além de organização, este jogo requer garra e raça. Independente dos 22 iniciais que atuarão em Ibagué.

Com drama ou sem drama? Pra mim, o cenário requer um draminha. Mesmo contradizendo o que diz aí na foto.

Por: Felipe Saturnino

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: