Copa América III – Chaves de Mano

Em breve tempo, o Brasil fará o “debut” na Copa América. Em pensar que tão pouco tempo de trabalho nos tenha dado um time coeso. Não deu.
Isto é uma constatação. Como analisar uma equipe que jogou pouco e pouco trabalho junta? Dá, mas há de se dizer que as críticas são bem menos impactantes e consistentes. O Brasil não teve tempo para trabalhar. Se tivesse, aí sim, teríamos críticas mais configuradas e elaboradas.

Não tivemos bons resultados nos amistosos pois não tivemos “chaves” em ação – leia-se também entrosamento, pois isto também não havia, com tão pouco tempo. Sem as mesmas chaves, um time coeso não se tem. E em tempo, que se diga, Mano tem um time na cabeça. Mas apenas o utilizou uma vez. No caso, a formação funcionou bem e de bom grado. Vitória convincente diante os americanos.

Quais são as chaves de Mano? Ganso é uma. Aliás, é a mais importante, efetiva, que faz falta na seleção. Amanhã talvez não faça tanta falta, afinal, teremos Ganso.
Pato é outra. A falta de um centroavante, em contraponto, que sabe sair e buscar jogo, era outra escassez na equipe brasileira. Escassez não em nome, mas em qualidade real.
O apoio de Daniel Alves, pela direita, é uma chave. Sabemos como é. Não é algo que achávamos distante, como a volta de Ganso – até mais fundamental que a de Pato.
Os integrantes do meio-de-campo – vide Neymar e Robinho – que atuarão no provável 4-2-3-1 amanhã também serão fundamentais. Terão participação especial na abertura lateral de espaços, atuando da ponta para dentro. Sim, então são fundamentais. Apenas exalto aqui Ganso, mais que Pato, pela deficiência evidente da Seleção Brasileira. A deficiência, no caso, é a evidenciada nos amistosos. Por isto os resultados inconvincentes nos dois últimos jogos. Essa dificuldade de fazer girar a bola, que não faz o Brasil mais time pela falta de um meia. Jádson não foi a mesma coisa. Com Ganso, o Brasil tem mais uma chave. Talvez a mais importante de todas.

Deficiência/dificuldade que parece ter uma solução. E a solução é chave para o sucesso de uma possível Seleção Brasileira em termos críticos. Esperemos amanhã.

Por: Felipe Saturnino

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: