Copa América XVI – Brasil precisa de volantes, Ganso e cuidado na marcação

Quando o Brasil confrontou o Paraguai na primeira fase, ficaram óbvios os problemas.
Os gols paraguaios surgiram principalmente por erros brasileiros que chegam a ser escandalosos. No primeiro, desde Daniel Alves até Thiago Silva e André Santos. No segundo, os mesmos envolvidos. Erro de cobertura, antecipação e posicionamento. Outra situação problema é quando se refere aos volantes brasileiros, que não conseguem exercer funções menos burocráticas que exercem e vem exercendo. Além de tudo, Ramires e Lucas estão fazendo jogos regulares, sem chegar eficientemente ao ataque.
Foi duro empatar com o Paraguai. Ganso também não jogou bem. Assim como sua atuação diante o Equador não foi das melhores. Mesmo assim, os brasileiros venceram pois tiveram o apoio de Maicon, que lembrou os velhos tempos. Robinho não foi mal, mas também não foi bem. Abriu espaços para Maicon se infiltrar pela direita, carregando o lateral Ayoví – que também se deu ao luxo de deixar brechas para Maicon entrar pela direita.

Mas a verdade é que Ganso não tem ido bem. Joga “batendo” com os volantes adversários e precisa do auxílio dos volantes que vem fazendo jogos ruins. Contra o Paraguai, Riveros conflitava com o Santista. Como hoje a situação repete-se, exigimos os volantes bem. Lucas, apesar de ser primeiro volante, pode fazer um jogo melhor do que regular. Ramires é o melhor brasileiro na posição que está, e mesmo assim precisa aparecer.

Na marcação, teremos Maicon mais precavido com as subidas do bom Estigarribia, pelo lado esquerdo paraguaio. Do outro lado, Vera deverá jogar. Atenção deve-se ter pela defesa com Barrios.

O Paraguai é um dos piores adversários que podíamos enfrentar. A equipe é robusta, muito forte com seu esquema e seu futebol. Por isso, se o Brasil quiser vencer e convencer, terá de agrupar o fator Ganso, com maior auxílio dos volantes, uma defesa sólida, e ainda mais um pouco de uma boa atuação vinda de Neymar, encostando em Ganso para abrir espaços pela defesa adversária.

Por: Felipe Saturnino

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: