Às linhas dos finalistas

A Itália não mudou, mas pode mudar a história.

Quer dizer, mudou porque é diferente – mas ainda é a Itália.

Mudou por causa de Prandelli.

E está alegre por ter corrido por fora, na tangente, e ter batido os dirigidos por Löw.

A Itália muda, mas não muda. Parece que os genes que codificam a chave da vitória são passados de geração em geração.

A busca pelo bi da Euro está viva. Assim como a busca pelo euro, por lá, também está.

Na tentativa de fazer história, surgem os entusiasmados corintianos. E não é pra menos, e muito menos deve ser pra menos.

Romarinho bastou.

Isto é, foi só e tudo – suficiência não é algo atraente?

Mas é TUDO de que os corintianos precisam – ou alguém pensa que os boquenses morrem antes do último dia, e se quando morrem só basta um golpe?

A tentativa de fazer história existe, por ambas as partes. O Boca procura o 7º e empatar com o Independiente, e o outro time você sabe o quê.

Aliás, os protagonistas, italiano e corintiano, contrastam.

O mala é Balotelli. O instrospectivo é Romarinho.

Aliás, há paralelismos.

Espanha e Boca, os papões.

E Tite e Prandelli? Não se parecem?

Tanto no pragmatismo quanto na eficiência.

Aliás, como são diferentes e semelhantes esses finalistas.

Ou semelhança é relativa? Diferença também é.

Se um tenta fazer uma história que podemos saber o final, o outro pode fazer a história nova por renová-la – talvez até mesmo inová-la.

A única pergunta pode, e deve ser: por que sempre ele?

Ou, aos corintianos: por que sempre assim, tão sofrido?

Por: Felipe Saturnino

Deixe uma resposta

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: